É comum os pais ficarem apreensivos quando seus filhos precisam usar óculos, porque ficam preocupados com o desconforto que possam vir a causar e com as repercussão que que isso possa ter em relação aos coleguinhas.

Vamos pensar na criança: na maioria dos casos, elas se sentem confortáveis e não reclamam do novo acessório, mas, se o seu filho tem algum tipo de resistência, como fazer?

Primeiro incentive. Por exemplo, quando a criança for experimentar os óculos, use frases como: “Você fica ótimo de óculos!” ou “Está parecendo com o super homem (ou a Lady Bug)!”. Frases deste tipo passam confiança e alegria. Outro truque legal é mostrar a diferença e o impacto que o uso vai causar. Pegue um desenho que a criança goste e mostre que, com os óculos, poderá perceber melhor os detalhes e, até mesmo, ler algumas frases que antes não conseguia.

Leve a criança junto na ótica especializada e deixe-a provar vários modelos. A você cabe a responsabilidade de cuidar dos aspectos técnicos da compra, como o cuidado com a armação e as lentes, e à ela o momento lúdico da escolha.

No caso da armação, procure um modelo leve, que se adapte facilmente ao rosto e seja confortável. Fique atento também à firmeza das hastes dos óculos porque crianças se movimentam muito.

As lentes são importantíssimas: não abra mão da qualidade e garantia. Dê preferência às opções leves e finas. Afinal, elas devem ser confortáveis. Se o seu filho não se sentir bem, pode ter certeza que ele não usará os óculos. Uma dica importante aqui é procurar uma lente resistente, como as de policarbonato ou Trivex, já que, em geral, as crianças são bastante agitadas e nem um pouco cuidadosas.

Lembre-se: a criança precisa se sentir à vontade, como se sentia antes de usar óculos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *